segunda-feira, 15 de abril de 2013

DIÁRIO DE UM CONCURSANDO - O RETORNO

O diário de um concursando hoje tratará de algumas consequências e implicações oriundas desse tipo de vida.
Primeiro, falo um tipo de vida porque é um life style que concorre com outras tarefas diárias e próprias de um ser humano normal e comum, normalmente renegando-as ao segundo plano das prioridades.
Todos os concurseiros de plantão já sabem que quando se compromete verdadeiramente com um determinada vaga na Administração Pública é como uma empreendimento onde entramos com o capital humano e até recursos materiais como compra de livros, cursos preparatórios, etc. 
E como qualquer empresa, também corremos vários riscos, especificamente quando o negócio aparentemente não dá certo, ou seja, os resultados esperados não surgem e a vaga torna-se distante. 
Entretanto, ao contrário de uma empresa do ramo comercial, o estudo de concurso consegue ser mais exigente em termos de compromisso e persistência. 
Não temos dúvida que o verdadeiro concurseiro veste de fato a camisa de sua preparação. Porém, mais que um empresário, esse ser em debate deve ser treinado na arte da boa persistência.
Imagine-se agora, após contabilizar mais de 10 certames já feitos ao longo de sua vida, e nenhum resultado à frente, como fica a coragem para recomeçar outra possível fracasso?
Os donos de negócios no Brasil, em sua maioria, fecham a empresa nos primeiros encargos sociais e trabalhistas que aparecem nas contas do fechamento do mês.
Por isso que digo, se existe alguma categoria de ser humano que pode ensinar ao mundo acerca dessa preciosa arte da perseverança, trata-se do concurseiro.
Repare que esse é tão perseverante que insistimos com sua existência mesmo que a própria língua portuguesa, ou melhor, o vernáculo, não a tenha reconhecido. Na verdade "concurseiro" é mais um daqueles neologismos do momento.
Portanto, mantenhamos firmes e perseverantes, ainda que a nossa própria língua ou dicionários não nos dê qualquer crédito.
Claro que tanta enxurrada de livros sobre concursos, técnicas e segredos, faço desse pequeno texto apenas um modo de distrair a mente após outro certame não muito promissor, e sinceramente, não estou me importando se o mesmo vai atingir outras pessoas. 
Quase ia me esquecendo, uma consequência que você sofrer após uma prova de concurso público é insônia e vontade de escrever no meio da madrugada.