quarta-feira, 11 de novembro de 2009

O Bandeirante e o Pioneiro

Apesar das semelhanças que essas duas figuras podem nos trazer a mente, em especial remontando histórias de descobertas e aventuras épicas, o bandeirante e o pioneiro possuem mais antagonismos que se supõe em os nossos cânones da língua portuguesa.

Bandeirante nos conta a história de desbravamento interiorano brasileiro era o sujeito das Bandeiras, expedições de exploração que se empreendiam rumo ao interior das matas desconhecidas e "nunca d'antes navegados", se me permitem essa metáfora lusitana.
As bandeiras foram responsáveis pela caçada às riquezas minerais,ouro, prata e diamantes em boa parte das terras interioranas. Muitas vilas, povoamentos e cidades foram nascendo ao longo dessas expedições. Já o pioneiro, é a figura do desbravador ligado ao desejo e aventura de descobrir novas terras e ali se fixar.
O pioneiro, ao contrário do bandeirante que está em constante movimento e deslocamento torna-se preso e sedentário à sua terra recém-descoberta. E está mais preocupado em deixar marcas indeléveis e se orgulhar em ser o primeiro ou como diz a própria expressão ser o pioneiro, isto é, àquele que pagou o preço alto de abrir caminhos embranhados na mata selvagem.
O bandeirante é um ser de natureza social semi-nômade, o pioneiro um ser de natureza social civilizatória.Todas a história dos antepassados e dos fundadores das cidades que hoje habitamos está ou foi ligada aos caminhos desses doispersonagens típicos.As grandes jazidas de ouro das Minas Gerais e o início de um povoamento urbano que mais tarde faria parte do atual Estado mineiro foi um legado Bandeirante. E algumas outras cidades e povoamentos também foram consequências de pioneiros e suas caravanas.
Não se sabe ao certo se o homen de antigamente nascia com vocação para bandeirante ou para pioneiro, tudo o que sabemos é que para se descobrir quem é pioneiro e bandeirante bastaria olharmos para os seus pés ou suas mulas e cavalos cansados e "rodados".

Existem outras distinções entre bandeirante e pioneiro, por exemplo, no quesito relações sociais. O bandeirante é destemido, desapegado, despojado de qualquer laço ou relação mais duradoura com pessoas porque faz parte de sua própria natureza semi-nômade. Ao contrário do pioneiro, aventureiro apaixonado pela terra, apegado e preso mais facilmente às paixões terrestres.
Eu, atualmente, tenho sido bandeirante...